Quem somos

O Jardim-Escola Michaelis, criado em 1993, completou, em 2018, um quarto de século e, em 2019, celebra os 100 anos da Pedagogia Waldorf. Um século que teve início em 1919, em Stuttgart, na Alemanha, quando um grupo de funcionários de uma fábrica de cigarros chamada Waldorf pediu a Rudorf Steiner – que à época conduzia suas palestras sobre a organização social, elemento crucial ao pensamento antroposófico – para deixar uma estrutura pedagógica com tais bases a seus filhos. Foi assim que nasceu a primeira escola waldorf no mundo.

A Pedagogia Waldorf  vem ganhando cada vez mais força no mundo, tendo sido considerada pela UNESCO como “o modelo de pedagogia capaz de responder aos desafios educacionais do nosso tempo, principalmente nas áreas de grandes diferenças culturais”.

O Jardim-Escola Michaelis é uma das 88 escolas brasileiras associadas à Federação de Escolas Waldorf do Brasil**, sendo a única federada e que ministra Ensino Fundamental I na cidade do Rio de Janeiro, e tem reconhecimento do Ministério da Educação (MEC) para funcionar.

Atualmente, a escola funciona com Educação Infantil (Maternal e Jardim de Infância), com turmas em dois turnos, manhã e tarde, e opção à tarde de contraturno, e Ensino Fundamental I, com aulas de manhã e oficinas livres de artes  à tarde.

O modelo de organização das escolas waldorf respeita a base de distribuição em pilares de forças equivalentes, onde corpo docente, famílias e a gestão administrativa trabalham lado a lado pela construção diária da comunidade em um modelo de cooperação e associação em prol do que está no centro de importância para este grupo, as crianças e seu desenvolvimento saudável, humano e integral.

É desta forma que funcionamos. Em sintonia com os tempos individuais e em respeito às particularidades de cada criança.

Quem é a Michaelis?

Somos nós.

E quem somos nós?

Somos a Comunidade Educadora Michaelis!

Sejam bem-vindos!

O dia a dia na escola

Como estamos organizados

Somos uma escola associativa sem fins lucrativos e nosso modelo de autogestão é orientado pelos princípios de liberdade, igualdade e fraternidade, que o pensador da antroposofia, Rudolf Steiner, chamou de trimembração social, inspirado nos conceitos prementes da Revolução Francesa.

Fraternidade

Âmbito socioeconômico, representado pelo Conselho de Famílias e pelas comissões de trabalho

O socioeconômico é composto por familiares, professores e amigos da escola, que trabalham juntos nas comissões e participam do Conselho de Famílias.

O Conselho de Famílias, formado por pais e responsáveis de todos os segmentos, acolhe as famílias, apoia a gestão escolar e os docentes, identifica possíveis colaboradores e articula sua participação.

Já as comissões são grupos de trabalho que têm entre seus membros familiares, membros do corpo docente, administrativo e associados da mantenedora da escola. Esses grupos são frentes de trabalho da escola, que cuidam de questões que fazem a escola viver em seu dia a dia.

São empenhos voluntários onde a Fraternidade é praticada pelo interesse no aspecto social e o espírito de cooperação.

Igualdade

Âmbito jurídico-administrativo, representado pela Associação Pedagógica Antroposófica Michaelis do Rio de Janeiro (APAM-RJ), mantenedora da escola.

O jurídico-administrativo é formado pela Associação Pedagógica Antroposófica Michaelis do Rio de Janeiro (APAM-RJ). Esta associação mantenedora da escola é uma entidade civil sem fins lucrativos, responsável juridicamente pela escola. A APAM-RJ tem seus cinco diretores e três conselheiros fiscais eleitos em assembleia, pelos associados, a cada dois anos e três anos, respectivamente.

O princípio da Igualdade será dado pela equanimidade e respeito nas relações entre todos.

Liberdade

Âmbito cultural, representado pelo Corpo Docente

Por fim, o âmbito cultural, na escola, é representado pela própria pedagogia. O Corpo Docente é quem o compõe, formando um colegiado que administra em autogestão os assuntos relativos ao pedagógico.

A Liberdade aparece, como princípio, pelo compromisso de cada um, pela confiança no outro, participação ativa e autonomia, que o próprio compromisso com a autogestão traz para o grupo pedagógico.

Onde estamos

O Jardim-Escola Michaelis é composto por duas casas localizadas no bairro de Botafogo, a cinco minutos a pé uma da outra. Os dois espaços acolhem, em uma casa, os alunos da Educação Infantil, com turmas de Maternal e Jardim de Infância, outra para o Ensino Fundamental I. Mas nem sempre foi assim.

Até o ano de 2017, todas as turmas estavam instaladas em uma só casa, localizada na Rua Visconde de Caravelas, número 20, Botafogo. O aumento, na última década, do número de escolas Waldorf no Brasil e no mundo gerou um maior procura pela escola, fazendo crescer a fila de espera para novas matrículas.

Assim, em 2016 foi criado um movimento de ampliação dos espaços, até que, em 2017, a Michaelis inaugurou sua nova casa, localizada na Rua Principado de Mônaco, número 134, muito perto da primeira casa. Desde então, a escola cresceu e pôde receber em suas instalações um número maior de crianças e famílias.

 

Educação Infantil

Rua Principado de Mônaco, 134, Botafogo | (21)  2143-5928

Ensino Fundamental

Rua Visconde de Caravelas, 20, Botafogo | (21) 4109-7615

“Quando escolhemos essa escola para os filhos, não imaginamos que nós, mães e pais, estamos diante de uma infinita oportunidade de auto educação. Uma associação sem fins lucrativos, sem dono, com gestão partilhada entre administrativo, professores e nós, familiares. Sou pra sempre agradecida ao [meu primeiro filho] Vinícius por ter me levado para o Jardim Escola Michaelis. E ao [meu segundo filho] João pela chance de olhar aquele coletivo e a mim mesma de um outro ponto de vista. Essa escola hoje é minha escola. Onde aprendo a viver a gestão comunitária, com seus imensos desafios nesses tempos duros. Um lugar onde a fraternidade se apresenta sem vergonha. Para as crianças e para os adultos. Um lugar amoroso. Trabalho. Brinco. Faço amigos preciosos. Amo!”

Flávia Bali, mãe do Fundamental
Há 11 anos na Michaelis