INFORMATIVO MICHAELIS
26 de SETEMBRO de 2019

https://www.michaelis.org.br

Querida Comunidade Educadora Michaelis,

“Eu me lembrei de uma pequena história de um homem que sempre pedia para o pai “começar o começo” da tangerina: “Pai, começa o começo!”. Porque aquilo de você “começar o começo” fazendo o primeiro furo, aquilo é muito difícil (e a criança pequena não consegue normalmente). Mas se você faz o primeiro furo, aí parece que tirar o resto das cascas se torna um pouquinho mais fácil.

Esta imagem é preciosa para vocês. Principalmente para os que não estavam lá (no período da fundação) terem noção de como foi “começar o começo”. E como foi “começar o começo” do nada. Porque hoje a tarefa é árdua e a casca continua dura. E o que a gente sentiu na pele é que no Rio de Janeiro a casca desta tangerina é muito dura. Mesmo que ela seja muito doce. Mas não é fácil descascá-la, de acordo com os relatos da primeira, da segunda, da terceira, da décima geração… A gente nem sabe em que geração mais (a Escola) está (agora) 25 anos depois. É uma iniciativa já madura. Tenho certeza de que tem muitas cascas a serem descascadas. Mas é sempre importante que a gente guarde enquanto instituição, que a gente vele e zele para que essa memória, o “começo do começo”, nunca se perca. Porque nele surge o olho d’água a partir do qual o leito vai se formando aos poucos. A gente não pode nunca deixar que esse olho (d’água) seque. Porque ele vai internamente jorrar vitalidade para a instituição, se esta souber carregar na sua alma essa imagem, esse arquétipo do que ocorreu há 25 anos. Quais foram os intentos, quais foram os impulsos que conduziram à fundação?

 

Vocês vão ver que tem muito amor o tempo inteiro na história do Jardim Michaelis do Rio de Janeiro. A história do Michaelis tem muitas dificuldades, mas tem também muito amor. Tem um fio de dificuldades árduas que foram sendo vencidas. Um fio de espinhos e outro fio de seda de muito, muito amor, que foi impregnando nosso caminho.”

Trechos do relato de Paula Levy, professora-fundadora do Jardim-Escola Michaelis, que nos presenteou com um encontro, em 22/09/2018, na sede da escola, em Botafogo. Neste domingo, a escola comemora 26 anos de vida!

Gratidão a todos que fizeram parte deste Impulso, de sua Criação, Construção e Expansão! Parabéns ao Jardim-Escola Michaelis!

AGENDA

🌻 É SÁBADO! – 28/SET – 9h às 11h30 – FESTA DA PRIMAVERA

Vamos celebrar a chegada da Primavera com um encontro no parque da Quinta da Boa Vista, próximo ao Coreto, entre as famílias do Maternal e do Jardim. Levem esteiras e cangas e contribuições para o piquenique coletivo. Frutas, sucos, alimentos naturais e água são sempre muito bem-vindos.

👫 É DOMINGO! – 29/SET – 9h às 17h – PALESTRA E VIVÊNCIA “A EVOLUÇÃO DO SER HUMANO, DA TERRA E A TAREFA MICAÉLICA”

A vivência deste domingo será uma oportunidade muito especial para conhecer o desenvolvimento humano físico e espiritual a partir do conhecimento de Rudolf Steiner através das várias épocas planetárias. Daniela e o Georg Ehrenwinkler nos levarão por uma viagem pela história do ser humano para experienciar e conhecer todos os estágios vividos até este momento atual onde encontramos com o espírito da Época do Arcanjo Micael. Assim poderemos compreender melhor quem somos e de onde viemos. Ainda há vagas! Inscrição: aprofundamento@gmail.com. Contribuição voluntária. Teremos cuidadoras para as crianças. Almoço coletivo. Traga um prato para compartilhar. Rua Visconde de Caravelas, 20.

NAS SALAS DE AULA

🗺 GEOGRAFIA NO 4º ANO

Na Época de geografia, as crianças do 4º ano aprendem a se localizar no mundo. Onde fica a sua casa, a escola, até expandir seus conhecimentos sobre seu bairro e sua cidade. Na última segunda-feira, essa turma fez um percurso pelo bairro até chegar aos Correios, onde enviaram postais para crianças de outras escolas Waldorf do Brasil e do mundo, movimento global entre alunos de escolas Waldorf pelas comemorações dos 100 anos da Pedagogia Waldorf.

👼 ÉPOCA DA PRIMAVERA E SÃO MICAEL (SÃO MIGUEL ARCANJO)

Na Pedagogia Waldorf, os festivais, relacionados às festas cristãs (originárias dos antigos rituais pagãos) e às mudanças de estação são momentos importantes do ano, pois conectam e resgatam o vínculo do homem com a natureza e o espírito do universo. O equinócio da primavera marca o início desta estação no Brasil,  quando é chegada a hora de contemplarmos a natureza em todo seu esplendor, simbolizando a vitória da luz sobre a escuridão.As mesas de época da Educação Infantil são decoradas com tecidos alegres e vibrantes, muitas flores e pássaros de feltro. Contos sobre o tema e rodas rítmicas também fazem parte do dia a dia das crianças.Junto à chegada da primavera, comemora-se o tempo de Micael ou Arcanjo Miguel (dia 29/09) que, com sua espada, enfrenta e vence o dragão e assim resguarda o destino da alma humana, pela qual é responsável. O momento é de superar as dificuldades, buscar serenidade e confiar no futuro.
Na Educação Infantil, as crianças que estão em fase anterior ao período de prontidão para o 1º ano do Ensino Fundamental (em torno de 5 anos) confeccionam escudos e as crianças que estão no período de prontidão (em torno de 6 anos) confeccionam espadas em alusão à espada de São Micael. Estas imagens surgem também em músicas e versos, na Educação Infantil, e em versos, lendas, histórias, plantio de sementes, jogos de coragem e desafio, no Ensino Fundamental.

ACONTECEU

🎉 FESTA SEMESTRAL

A festa foi lindíssima! É sempre emocionante testemunhar o que as crianças vivenciam em seu dia a dia e como a Pedagogia Waldorf opera seus conceitos visando o desenvolvimento integral da criança e seu encontro caloroso com o mundo. Obrigada a todos que empreenderam esta festa maravilhosa!
“Se mantivermos os três princípios:
(1) conceitos sobrecarregam a memória,
(2) o artístico-visual forma a memória,
(3) a atividade volitiva fortalece a memória,
temos, então, as três regras de ouro para o desenvolvimento da memória.”
(Rudolf Steiner, GA 307, 12ª palestra)
Mais fotos da festa no Álbum:

🤗 PORTAS ABERTAS DO FUNDAMENTAL

Na tarde da última terça-feira, corações e flores de crochê das mãos de mães e pais da comunidade selaram a recepção às famílias interessadas na nossa escola e pedagogia. O grupo participou de uma roda de conversa com todas as professoras de classe, que tiveram a oportunidade de contar detalhes do currículo de cada ano. Em seguida, este percurso foi recheado por depoimentos emocionantes das mães Alexandra Tsallis, Tatiane Hanae e Michele Murriêta, que junto ao corpo pedagógico tiraram dúvidas e mostraram as salas, lousas, trabalhos e cadernos. As crianças dos 4º e 5º anos, com a professora Marília, ofereceram de presente lindas canções acompanhadas pelas flautas  e percussão. Entusiamo e encantamento vibraram ao longo desta tarde e firmaram o caminho para a chegada de novas crianças e famílias!

ALERTA

🚗 VAGAS DE EMBARQUE E DESEMBARQUE

As duas vagas de embarque e desembarque em frente à sede da Visconde de Caravelas é de uso rotativo e de giro rápido. Não vale parar e ficar dentro do carro nem mesmo descer bem rapidinho. A função é APENAS encostar o carro, deixar a criança embarcar ou desembarcar e seguir! Se você precisa fazer qualquer coisa diferente disso, procure uma vaga própria e não coloque em risco a SEGURANÇA das demais crianças! Pois estacionar – mesmo que por alguns minutos – gera um risco aos alunos que acabam por embarcar e desembarcar no meio da rua. Se todos contribuírem, o trânsito vai fluir e haverá vaga – e segurança – para todos!

CAMPANHA

📚 CAMPANHA “DOE UM LIVRO INFANTIL PARA UMA CRIANÇA REFUGIADA”

O Jardim-Escola Michaelis está apoiando a campanha:  “Doe um livro infantil para uma criança refugiada”. Um grupo de educadores voluntários da Pedagogia de Emergência pede livros infantis para ajudar no atendimento e na educação de mais de 600 crianças, em cinco abrigos para refugiados, gerenciados pela Fraternidade – Federação Humanitária Internacional, uma parceria com o Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, em Roraima. Deixe sua doação na secretaria da escola até 10.10, na Visconde de Caravelas, 20.

O QUE VEM POR AÍ

🤗 05/OUT – SÁBADO – 9h – PORTAS ABERTAS DO INFANTIL

Receberemos os interessados em conhecer e aderir à Pedagogia Waldorf no encontro “Portas Abertas da Educação Infantil”, com oficinas pedagógicas, conversa com o corpo docente sobre o trabalho desenvolvido com as crianças de maternal e jardim, entre 2 e 6 anos, e visita aos espaços da escola. Crianças serão acolhidas enquanto os pais conversam. Inscrições: coordenacao@michaelis.org.br.

APROFUNDANDO NA ANTROPOSOFIA

Os sete processos vitais:

http://bit.ly/2kI0wab

1- A respiração
2 e 3 – O aquecimento e a alimentação
4 – Segregação e manutenção

5 – Crescimento e reprodução
“Para manter-se, a vida deve não só conservar o que se ingere, mas também ampliá-lo. Tudo o que é vivo está sujeito a uma multiplicação, a um processo de crescimento num sentido mais amplo; o processo de crescimento pertence à vida – a manutenção e o crescimento.
Além disso, faz parte da vida aqui na Terra a criação do todo. O processo de crescimento requer apenas que um elemento crie outro; já a reprodução, é um processo situado acima do mero crescimento, gerando um indivíduo da mesma espécie.
Além destes sete processos, não existe mais qualquer processo vital interno. A vida se divide em sete processos:
1) Respiração; 2) Aquecimento; 3) Alimentação; 4) Segregação; 5) Manutenção; 6) Crescimento; 7) Reprodução.”
[Excerto da conferência proferida por Rudolf Steiner em Dornach, no dia 12 de agosto de 1916].

Obrigado!
🙏🌹

Realização: Comissão de Comunicação
.
.
.
.
.